18 de jul de 2011

yes, i can!

tomar decisões é coisa de gente grande. trancar faculdade por conta das notas baixas que estava tirando quando faltava pouco para me formar foi difícil e, óbvio, também foi outra decisão de gente grande.

agora eu me vejo parada. completamente pausada. quase no stop. não fosse o trabalho, acho que estaria enlouquecendo. juro.
eu abandonei ou tranquei, não lembro a faculdade em 2008/2009, numa época em que eu tinha um tema de monografia, comecei a escrever e comecei a ter problemas no trabalho por causa disso. o chefe da época, naquela outra empresa, não gostava que eu fizesse os trabalhos da faculdade no trabalho.

conversar no msn  e no skype o dia inteiro eu podia, fazer piada da careca dele e o apelido expandir para a empresa inteira também podia. mas, como murphy não dorme, eu não pude concluir a minha faculdade porque, como eu ficava de frente para tudo e todos, a impressão que eu passava a ele era de que eu não estava fazendo nada... e, aparentemente, para as outras pessoas também.

isso quando todo mundo que me via envolta em apostilas sobre black english, tema da minha monografia, me elogiava pelo tempo que demanda escrever sobre qualquer assunto sob um aspecto acadêmico (tá certo falar assim, gente?), ele achava um absurdo eu estudar para tentar evoluir dentro da empresa que ele gerenciava.

ele, aquele velho FDP, com seu inglês macarrônico, que tá muuuito longe de ser considerado de "inglês de negão". ou, o black english que eu tanto amo.

daí que eu agora decidi que vou voltar a estudar. porque eu preciso para não enlouquecer, e porque eu faço questão de mandar a ele uma cópia da monografia que ninguém vai ver, claro com agradecimentos direcionados a ele, finalizando com um vai se foder, seu filho da puta.

questão de honra no dia da apresentação eu dizer para ele, mesmo que em pensamento, um sincero "praquele filho de uma puta arromada, um vai tomar no cu. e que nunca mais você proíba seus funcionarios de serem bem mais do que vocé é".

E tenho dito.

Um comentário:

Engraçadinha disse...

Fuck 'ya modafocka!

Falei certo?