4 de nov de 2011

A minha primeira vez... (parte 1)

entrei por acaso num prédio comercial procurando por uma segunda opinião sobre usar ou não aparelhos nos dentes. aí, no quarto andar daquele prédio de, se não me falha a memoria, 15 andares, deparo com um "doutora silvia - psicologia clínica".

não tinha ninguém quando eu cheguei. toquei a campainha uma, duas... meu celular tocou. o banco me enchendo a porra do saco por conta de uma porra de conta já paga (normal. todo mês isso me emputece!). voltei. quando eu volto para a frente da mesma porta, uma senhora simpática. cega. fico meio sem jeito, mas ela sente a minha presença e puxa assunto. não me disse nada sobre a vida dela, nem sobre o fato de ser completamente cega, mas me lembro de sentir um negócio dentro de mim me pedindo pra esperar por aquela médica.

porra, a mulher era cega e estava super bem ali, falando ao celular (sim, cegos têm telefone celular, e isso rende outro post, porque a desenvoltura da mulher me deixou encantada!) pra saber se a doutora tinha esquecido do horario delas. daí a doutora diz que estava chegando e, quando a menina me disse isso, roí todas as unhas que tinha parado de roer, depois de acabar com as que tinham quebrado naquele mesmo dia. acho que antes disso eu só tinha ficado tão nervosa na prova de habilitação na qual não passei, exatamente por causa deste motivo.

(e não me perguntem mais da carteira de habilitação, porque eu me emputeci e não faço ideia de quando retomarei o processo!)

quando a doutora chegou, exatos cinco minutos depois, eu já tinha acabado com todas as minhas unhas, e, se tivesse em mãos, teria devorado uma barra de chocolate facilmente. (...) eu sei que não deveria ter ficado tão nervosa, eu sei que não tem a menor necessidade disso (hoje, com a segunda sessão já marcada, eu sei!), mas foi inevitável. era a primeira vez que eu ia expor a minha vida para uma mulher completamente estranha.

quando ela chegou, trocamos apenas pouquíssimas palavras, mas eu senti uma paz tão grande dentro de mim que combinei a entrevista. mas, sobre ela, vocês lêem no próximo post...

3 comentários:

Engraçadinha disse...

Aaaaaaaaaaahhh!

Valerie disse...

Oi?

Fernanda Freitas disse...

Esse post foi o maior nariz de cera de todos os tempos ever... A primeira vez de que? Está fazendo análise?