19 de set de 2011

lembrei do dia que eu cantei o taxista gostoso na volta da night.
olhei, abri pernas e fiz cara de puta, ele sorriu, eu sorri.



ninguém nunca disse que eu era santa... que dirá eu mesma!

Um comentário:

.Intense. disse...

Cantei o taxista (sem abrir as pernas) na ida pra balada. Ele achou que era sério, queria meu telefone, me pegar, me buscar na balada e tudo. Mais um pouco ele estacionava o táxi e resolvia me acompanhar na festa.

Homens.
Nunca entendem quando não estou falando tão sério.

¬¬'