29 de jan de 2016

Err... Oi, gente!

deu saudades desse blog e das coisas bacanas que rolavam em 2011, 2012 e 2013... 5 anos se passaram e eu resolvi não deixar esse blog de lado. em nenhum outro blog que já tive eu me senti tão à vontade pra falar de mim mesma de uma forma tão aberta assim!

não sei onde (e nem quero saber, pra ser sincera com vocês) parei de compartilhar a minha vida, então resta saber que continua tudo na mesma merda de sempre. já devo ter bem uns 10 anos de solteirice (claro, né, sem namorado ir em casa e essas coisinhas bonitinhas, mas nunca sozinha, se é que me entendem! rs), e dia desses eu vi no Facebook uma daquelas imagens que o povo compartilha que dizia "10 anos solteira, então estou fazendo bodas de quê mesmo?". e, pasme, veio um comentário da minha irmã, casadíssima, pra uma amiga, dizendo 'ah, bodas de curtição". e concordo. ando numa fase ótima de curtição comigo mesma, perto de completar 30 anos e me dando conta de que cresci de verdade. - o espanto pelo comentário dela é porque eu não espero esse tipo de comentário vindo dela. só.

parei com a vida louca de night (tava na hora já, né!), e troquei pra um choppinho semanal com as amigas mais queridas. de vez em quando rolam umas participações especiais de amigas das amigas, ou de colegas de trabalho, e é sempre bem divertido. geralmente voltamos de táxi pra casa bêbadas e cheias de histórias de piadas internas pra compartilhar. e, puta merda, quanta história com taxista nós temos! - quem sabe um dia eu conto pra vocês! mas, só se vocês me prometerem se ater ao nosso lema: what happens in Vegas, stays in Vegas. rá!

voltei a morar com os meus pais. passei 2 anos e pouquinho morando com as meninas, que de três viraram cinco (comigo) e eu saí. não pela quantidade de pessoas morando na mesma casa, mas por problemas familiares eu decidi voltar a morar com eles. está tudo ótimo, thank you very much.

parei a terapia. foi maravilhoso enquanto durou, mas me dei conta de que posso me cuidar por conta própria. sempre que quero um norte venho aqui ler sobre as sessões que fiz e volto a mim. infelizmente a terapia não me ensinou a curar dores do coração, então continuo me fodendo de verde e amarelo por causa de homens que aparecem na minha vida, fazem de mim a trouxiane da vez, me comem e pulam fora. fazer o quê, né, se o Anônimo sumiu de vez e nunca mais vi mais esguio?! hahahahaha (sic)

ah, meu querido Anônimo! que saudades dos nossos e-mails! acredita que ainda os tenho guardados? =)
tantos anos depois... a essa altura você já deve ser pai de 7 crianças, 75 cachorros e 2 cacatuas! hahahaha
mas, estando bem, tudo ótimo! ;)

no trabalho anda tudo bem. quer dizer... na medida do possível. era pra ter sido promovida, a promoção foi anunciada em reunião com todo o departamento e tudo, ouvi um monte de elogios (e ainda ouço, graças a Deus!), e ainda não rolou por causa dessa crise maldita! mas a gente vai levando por causa da crise, né. atualmente ninguém pode ficar sem emprego, mesmo pensando que é revoltante a quantidade de gente que é toda trabalhada no nível superior, no mestrado e doutorado e o caralho a quatroque me procura pra saber de coisas que eu considero simples. ontem mesmo eu atendi umas 7 ligações de pessoas "superiores" (jamais me sinto inferior a ninguém, calma. tô falando de escolaridade) baixando a cabeça e vindo me perguntar como eu acho que isso ou aquilo deveria ser feito. enfim.. parece que o jogo virou, não é mesmo? rs

porque, bom, até outro dia, quando eu ainda escrevia aqui, eu era a mulher odiada pela maluca louca do cu (cheguei a comentar com vocês que ela voltou a trabalhar na empresa? aff!), que era apontada por um erro besta, e hoje, anos depois, essa mesma louca depende de mim mesmo que indiretamente pras coisas dela andarem nos eixos dentro dos processos da empresa, enfim... 

não quero falar de trabalho. quero saber de vocês. por onde andam? como estão? vocês são poucos, mas são muito queridos, e é bom saber que tem gente que vai ler o feed por e-mail, que vai saber pelo blogroll que eu atualizei aqui... pelo menos espero, né! 

4 comentários:

Pri Dias disse...

Oi moça, bem-vinda de volta rsrsrs
Não foi nem o e-mail e nem o blogroll que me "denunciou" a sua volta, foi sua visita no meu cantinho mesmo. hahaha

Bjs!

Valerie disse...

Pri Dias, menina, eu entrei, li e quero comentar, mas meu navegador não tá me permitindo... rs
Faço isso assim que eu abrir meu notebook. :)
Como vc está, hein? Eu leio teu blog mesmo às escondidas... Andei sumida, mas tô sempre por aqui, visitando os amiguinhos! :)

Pri Dias disse...

Hahaha, tudo bem.

Eu tô bem,tentando não surtar com a vida hahaha...

Lara Mello disse...

Genteeee! Saudadizinha e seja bem vinda! Eu também voltei para o blog há algum tempo, não aprendi a viver sem, mas fico feliz de sabe como andas!!!

Se cuida, escreve mais e o que precisar, tamu aqui!!